Monitoria Escritas Afectivas

Encontre sua escrita potência! ONDE As aulas acontecerão ao vivo pelo zoom via SYMPLA 100% online QUANDO Em 5 encontros nos sábados – Das 17hs as 19hs horas – A turma fecha quando as vagas são preenchidas. Começamos dia 13 de novembro de 2021. COMO A proposta é que em 5 aulas de 2hs cada,Continuar lendo “Monitoria Escritas Afectivas”

Escritas Afectivas

Minhas Dores e Amores Por Aline Esha Escrevo este texto inundada de emoções. Entrar nesta Monitoria foi uma resistência bem grande, por muito tempo meus textos foram corrigidos, recorrigidos e invalidados, em algum momento da minha vida eu desisti de escrever , resolvi me colocar atrás da frase eu não sou boa em fazer textoContinuar lendo “Escritas Afectivas”

Escritas Afectivas

Amor próprio, propriedade de quem? Enquanto eu chorava por me sentir sozinha, os outros diziam : você precisa aprender a se amar Enquanto eu sangrava pelos cortes provocados pela minha existência, os outros diziam : você precisa aprender a se amar. Enquanto eu não cabia em espaço nenhum, os outros diziam: você precisa aprender aContinuar lendo “Escritas Afectivas”

ASSESSORIA/MENTORIA ACADÊMICA lute como uma gorda!

Você precisa de Assessoria, Mentoria Acadêmica na àrea dos Estudos Transdisciplinares do Corpo Gordo, autoetnografia, epistemologias subalternas e feministas, estudos de cultura, autoetnografia e escritas afectivas de potência? Quer uma leitura crítica sobre um texto, ou seu projeto de TCC, a monografia final, o projeto de Mestrado, Doutorado ou Pós doutorado, preparar uma palestra, aula?Continuar lendo “ASSESSORIA/MENTORIA ACADÊMICA lute como uma gorda!”

e eu não sou uma mulher? a bestialização da mulher gorda Por Jéssica Balbino*

‘Feliz’ Dia Internacional da Mulher sem flores Nunca o discurso da ativista abolicionista Sojourner Truth foi tão atual e urgente. Ontem, num domingo chuvoso (7 de março), véspera do fatídico Dia Internacional das Mulheres, fui obrigada a ler não uma, mas muitas vezes, nas timelines de diferentes amigas, em diferentes redes sociais, que todas elas desprezam asContinuar lendo “e eu não sou uma mulher? a bestialização da mulher gorda Por Jéssica Balbino*”

curso online | Insurgências Gordas

Intensivo reúne nomes da pesquisa e militância gorda do país em aulas online com temas que vão de saúde mental a racismo; de filosofia à literatura;  Estão abertas as inscrições para o curso Insurgências Gordas, que ocorre entre os dias 18 e 28 de janeiro de 2021. Com curadoria das pesquisadoras e escritoras gordas JéssicaContinuar lendo “curso online | Insurgências Gordas”

PUBLICAÇÕES LUTE COMO UMA GORDA! Por Malu Jimenez

Muita gente me pergunta, pede, especula sobre minha produção textual como consequência de minhas pesquisas no Doutorado sobre gordofobia em Estudos de Cultura Contemporânea na UFMT. Então, resolvi deixar aqui a disposição de quem tiver interesse, fiquem a vontade! Importante dizer que a maioria de meus textos, escritas, incluindo a tese “lute como uma gorda:Continuar lendo “PUBLICAÇÕES LUTE COMO UMA GORDA! Por Malu Jimenez”

O DIA DA DEFESA Lute como uma gorda: gordofobia, resistências e ativismos

Foi ontem e eu já postei cositas sobre esse momento especial, mas ainda tem muita coisa pra dizer, porque essa história não se resume num post ou dois rsrsrsrs … Ela é imensa de gorda e eu vou inundar as redes, as ruas, os corações com minha pesquisa e suas reverberações! Ainda em êxtase, precisoContinuar lendo “O DIA DA DEFESA Lute como uma gorda: gordofobia, resistências e ativismos”

Chegou o grande dia! Defesa de TESE lute como uma gorda: gordofobia, resistências e ativismos.

Cheia de gratidão, alegria, esperança e luta que venho comunicar a vocês minha defesa da tese de doutorado do PPG Estudos de Cultura Contemporânea – ECCO na UFMT, orientada pela querida e imprescindível Prof.ª Dra. Juliana Abonizio, com a banca formada por mulheres especiais, das quais me orgulho muito por aceitarem fazer parte dessa pesquisaContinuar lendo “Chegou o grande dia! Defesa de TESE lute como uma gorda: gordofobia, resistências e ativismos.”